Apoiomedicos maconha

Órgão regulador informou que, até o momento, nenhum registro para o medicamento foi feito no Brasil.

Após autoridades médicas francesas autorizarem o lançamento comercial do Sativex na França e o acordo entre o laboratório britânico GW Pharmaceuticals e o francês Ispen para distribuição do Sativex na América Latina, a ANVISA nega que tenha havido qualquer pedido de registro para o medicamento no Brasil.

Com base nas informações fornecidas pela GERÊNCIA-GERAL DE MEDICAMENTOS – GGMED, informamos que de acordo com o banco de dados da Anvisa, não houve protocolo de pedido de registro de nenhum medicamento com o nome comercial de Sativex, informou a Agência.

O Sativex é um spray bucal do laboratório britânico GW Pharmaceuticals, composto de CBD (canabidiol), uma molécula psicoativa derivada da cannabis sativa (nome científico da maconha), e de THC (tetrahidrocanabinol), substância fabricada pela planta e principal responsável pelos efeitos euforizantes da erva.

Seu uso é recomendado para pacientes com esclerose múltipla, mas estudos internacionais já estão sendo realizados para comprovar a eficácia do medicamento contra dores e náuseas associadas ao câncer e a quimioterapias.

Este medicamento, formulado como um spray bucal, que precisa ser conservado refrigerado e que só dura 28 dias depois de aberto, por ser nada mais do que um extrato vegetal com base alcoólica, já foi aprovado em 24 países, 18 deles europeus. E no Brasil, quando será?

Clique e confira a bula do Sativex em português para Portugal

Com informações André Kiepper, Analista de Gestão em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz

Negativa ANVISA Sobre Sativex

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here