Na Australia, o governo criou um viral para alertar os adolescentes dos riscos do uso de maconha. A campanha “maconheiro preguiça” mostra uma preguiça humanizada em situações do cotidiano, a campanha tem causado perplexidade por alimentar o estigma do maconheiro “preguiçoso” e por não ter a consciência de mostrar dados reais.

A ideia, irónica e ao mesmo tempo triste, rolou em Nova Gales do Sul, para tentar alertar os adolescentes sobre os perigos do uso de maconha, a campanha foi bastante criticada nas redes sociais, logo que as maconheiros com a aparência de preguiças começaram a ser exibidas na televisão e no youtube local. A “natureza” cuidou da situação e judiou o comercial, antes e depois dele. Entenda.

A campanha
A página no Tumblr para a campanha foi lançada no mês passado, e só na semana de publicação desse post que as campanha e três vídeos foram divulgados. Embora a intenção era enviar uma forte mensagem para os adolescentes, felizmente a maconha tornou-se um mascote para a comunidade.

O primeiro vídeo é estrelado por uma preguiça “humana” que se chama Jason, enquanto está jantando com sua família, lhe pedem o sal, mas suas garras longas pesadas em vez de mãos tornam o trabalho um tanto difícil, quando consegue. O sequelado nota que pegou a salada ao invés do sal.

O vídeo seguinte é com uma preguiça-mulher, Dalila, que fica envergonhada em sala de aula por não conseguir completar um exame.

O último é em uma festa…

Todos os três vídeos terminam com um companheiro balançando a cabeça negativamente e murmurando algo como, “já estou cansado de ser amigo deste maconheiro”.

O Conceito

Você é pior com Maconha

“Nós todos sabemos que não é fácil ser um bicho-preguiça, mas esta preguiça tem alguns desafios particulares a superar.”


O tiro saiu pela culatra…

O site que leva o nome inglês .com é um site que promove os benefícios do uso, acredita?

preguica2A campanha maconheiro preguiça, em inglês Stoner Sloth foi pro brejo, quando os usuários começaram a pesquisar esse termo no Google. Isso porque o endereço da campanha é stonersloth.com.au. Mas só o final .com é de outra pessoa, no Colorado, onde a maconha já é aceita.

A aceitação é tanta que quem entra no link Stonersloth.com, descobre que a maconha pode ser usada de diversas formas e, há também a experiência de fumar para dormir. Foi então que o site americano começou a bombar.

DotCom_Logo_OnWhite“A ironia da situação é muito engraçada,”
É raro ir ao ar uma campanha, marca ou slogan de um domínio que já está em uso.

A edição australiana do jornal britânco, The Guardian entrou em contato com o site americano e falou com o Daniel (em inglês), na entrevista ele disse que a campanha do governo tinha enviado “uma boa quantidade de visitas” para o site, e também nas midias sociais. Ele disse que tinha mais de mil visualizações diárias provenientes da Austrália, desde sábado à tarde, quando a campanha foi lançada.

Perguntado sobre a campanha, Daniel afirmou que achou uma “dramatização ultrapassada” dos efeitos da maconha, e que essas táticas de intimidação já se mostraram ineficazes.

“Como muitas pessoas que fumam, eu tive momentos de preguiça. Você pode, como é dito, “relaxar” e a brisa do sofá, não querendo fazer nada -. Mas eu sei que as pessoas que fazem o mesmo sem fumar”

A campanha é boa? Só para ignorantes ou probicionistas

A página do facebook Stoner Sloth, que atraiu cerca de 14.000 curtidas, tem sido oprimida com os comentários zombando da campanha ou questionando sua lógica.

“Desculpe, este vídeo uma piada ou o quê?


Após Milos Stefanovic fazer o questionamento acima,
 ele recebeu um comentário oficial.
“Isso não é brincadeira, Milos. É real e, você é pior com a maconha “.

Nem Saatchi & Saatchi, uma das maiores agências de publicidade do mundo, responsável pela campanha, nem o Departamento de NSW Premier e Gabinete quiseram comentar nada ao The Guardian e nem a outros periódicos locais.

A mensagem subliminar

Uma crítica adicional apareceu quando no último clipe os adolescentes (exceto Dave) estão segurando copos de plástico vermelho, sinônimo de consumo de álcool, graças a filmes universitários americanos.
Reza a lenda de que os copos foram postos pra enviar a mensagem de que, enquanto a maconha é ruim, o álcool é bom. Será?

Mas não importa a mensagem subliminar, assim como as outras ações proibicionistas, essa não passou batido e foi tão ridicularizada que até virou paródia. No Brasil a página “Preguiça Maconheira” está ganhando muitos seguidores, a página é uma central de memes incisiva, com alfinetas ácidas aos moralistas contando a história do bradypus variegatus e a erva daninha. :O

Outra,

Nas últimas horas também já existem mais de 15 vídeos (em inglês) no youtube e produtos que ironicamente aparece a preguiça fumando um.

Alguns produtos que encontramos

 

//twitter.com/verbaliza/status/678568986963918848?ref_src=twsrc%5Etfw

Com toda essa história, a Preguiça virou a cara do maconheiro pelo mundo, as paródias e o nome preguiça maconheira se encarregaram de colocar a campanha no seu devido lugar e agora você já sabe o que usar no próximo Halloween.

Escreva seu comentário

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here