Apoiomedicos maconha

Os Estados Unidos da América, a terra do tio Sam, meca do capitalismo selvagem, potência mundial, agora no rumo da legalização da maconha em toda a nação. Para entender um pouco mais sobre essa legalização histórica da erva, é preciso primeiro entender como funciona a aplicação das leis por aqui.

Cada estado tem autonomia de criar suas próprias leis e cada estado tem seu próprio congresso, claro, isso não significa que eles não respeitam também as leis federais, mas quando são relacionadas a âmbito civil, controle de armas, imóveis, jogos de azar e consumo de drogas para fins medicinais ou sociais, são as leis estaduais que predominam. Por exemplo, a Califórnia regulamentou o uso da cannabis medicinal há 23 anos, enquanto o Texas o uso medicinal e social são ilegais e somente a partir 2015 pacientes com epilepsia e doença mais severas atestadas podem fazer tratamento com óleo de CBD, para o governo federal tudo isso ainda é ilegal.

Por conta dessas peculiaridades na legislação americana, já existe um mercado medicinal canábico movimentando bastante dinheiro. Por exemplo na Califórnia desde 1996 existe esse mercado, mas foi só em Janeiro de 2018 a legalização realmente entrou em vigor nesse estado gigante, que se fosse um país, seria a quinta maior economia do mundo.

California Dreamin’
Em fevereiro de 2018, durante o carnaval aqui no Brasil, viajei para Los Angeles, a legalização tinha acabado de acontecer e eu tinha ideia de como seria lá. Alugamos um carro e nosso trajeto descia de São Francisco até San Diego, passando por várias cidades que ficam às margens da Highway 1, uma estrada muito conhecida pelos turistas.

Na chegada fui direto conhecer um dispensário, porém, chegando lá recebi a triste notícia de que como a legalização era recente, em algumas cidades, poucos dispensários tinham recebido a licença para operar, a demanda estava muito alta, e para poder comprar produtos com thc e cbd ainda precisaria de uma recomendação médica.

Como queria conhecer várias dessas lojas, pesquisei pelo celular alguns green doctors que poderiam emitir a carteirinha de paciente medicinal. Na minha segunda tentativa consegui um consultório onde um médico faria uma consulta para me prescrever uns produtinhos. Depois de meia hora, algumas perguntas e aproximadamente 100 dólares pela consulta, saí de lá com minha licença medicinal direto para o dispensário Buds n’ Roses.

O sonho “California Dreamin” começou ali, no momento que eu vi a quantidade de opções na loja, a verdadeira demonstração de porque os americanos são os mestres do capitalismo, realmente sabem fazer embalagens maravilhosas, produtos que você nem sabia que poderiam existir com designs e cores vibrantes que prendem nossa atenção e te incentivam a comprar mais e mais. O meu tour estava apenas começando e eu estava muito empolgado.

Carteira para uso de Cannabis na California

Roadtrip na Highway 1
A SR-1 conhecida como Highway 1, é uma estrada estadual que cruza a Califórnia de norte a sul beirando a costa do oceano pacífico. A estrada tem vistas maravilhosa com trechos de paisagens bem variadas, como montanhas, florestas e praias cénicas em uma extensão de pouco mais de mil quilômetros. É uma trajeto perfeito para fazer de carro, curtindo um bom som e fazendo paradas estratégicas ao longo do caminho pra descolar os melhores buds nos dispensários.

Trecho Mendocino County
No trecho mais ao norte da estrada tem sido muito conhecida por ser um dos melhores locais para plantar maconha em toda a Califórnia. É uma área montanhosa próxima a costa e em uma dessas montanhas que ocorreu o assassinato que foi retratado naquele documentário “Montanha Mortal – Murder Mountain” que saiu recentemente no Netflix e mostra um pouco da vida dos growers legais, ilegais e empreendedores canábicos.

San Francisco Bay Area / Napa & Sonoma
Também passei um pouco de frio em São Francisco, Napa e Sonoma. Vales onde as vinícolas se instalaram e tornaram essa área muito adorada por turistas buscando vinhos de ótima qualidade feitos com as uvas da região, é um lugar com preços de alimentação e estadia altos. Fica a meia hora de San Francisco, outra cidade superfaturada, mas muito bonita. As vistas da Golden Gate bridge são sensacionais e é ótimo acompanhar o pôr do sol enquanto fuma um. Ficamos 4 dias nesse trecho já que SF é uma cidade grande e cheia de parques, museus e dispensários.

Aconselho conhecer o Barbary Coast Dispensary e The Apothecarium!

 

Monterey Bay Area
Ainda tenho sugestão de mais cidades que tem ótimas experiências, a começar por Carmel, uma cidade pequena mas que atrai muita gente para esportes ao ar livre, e Santa Cruz, uma cidade com muita beleza natural e parques para você ver as sequoias gigantes.

Recomendamos ir no Henry Cowell Redwood State park fazer uma caminhada, mas antes dê uma paradinha na Cana Cruz. 😉

Big Sur & Central Coast
O trecho de Big Sur é o mais inóspito e com as paisagens mais preservadas, a estrada a beira dos penhascos é perigosa e corre risco de fechar por conta de deslizamentos e desmoronamentos, no nosso caso, a estrada estava fechada em um trecho e tivemos que desviar pelas montanhas para chegar na costa central e conhecer as cidades de San Luis Obispo, Santa Barbara e Pismo Beach.

Los Angeles & Orange County
Los Angeles é uma cidade muito grande. Tem 4 milhões de habitante e provavelmente o dobro de carros, tudo é longe e o trânsito é intenso em várias as áreas, isso chamou nossa a atenção durante os dias que ficamos aqui.

Apesar do fluxo intenso de carros, as estradas são ótimas, largas, sinalizada e com muitas pistas para que o trânsito possa fluir. Em SF você vai encontrar muitas dispensários, a mais famosa da cidade provavelmente é a MedMen, que tem um design lindo de lojas, balcões em madeira com flores, óleos, comestíveis e cartridges expostos.
A unidade de Hollyweed é boa, fica perto da calçada da fama e do famoso letreiro, mas como a legalização era recente quando fui e a MedMen já tinha conseguido a licença para operar, as lojas ficavam bem cheias, a ponto de se formar fila na porta para o lado de fora.

Próximo ao aeroporto de LA, fica a cidade de Santa Mônica com seu famoso parque de diversões no píer, parada obrigatória para os turistas. Descendo para o final do trecho da Highway 1, ficam praias famosas, Malibu, Huntington Beach e Dana Point que valem o passeio.

 

San Diego
Em San Diego, encontrei alguns amigos brasileiros trabalham no mercado canábico da região, essa cidade tem pessoas do mundo todo morando, é difícil encontrar alguém que tenha nascido ali, muitos vem de fora para se aposentar e aproveitar o clima ou tentar a vida próximo a beira mar.

As praias são ótimas e o melhor é a vibração positiva que as pessoas passam, todos são muito receptivos e simpáticos, a vida na rua é muito ativa e sempre tem mercados de comida, artesanato e cultura nos bairros mais conhecidos para passear no final de tarde.

O cheiro de maconha está presente na maioria dos lugares e já se tornou algo ordinário, além dos diversos dispensários, muitas pessoas plantam para consumo próprio, ou até mesmo como segunda renda de maneira “ilegal”, vendendo para amigos próximos excedentes das suas colheitas caseiras.

Fui conhecer dois cultivos de plantas consideradas “top shelf” ou seja, de altíssima qualidade, uma das grow tinha a estrutura que ocupava dois quartos de uma casa em um bairro de San Diego a outra era especializada em extrações, que estão em alta no mercado local pela sua potência e concentração elevada de THC.

Além desses fazendeiros locais, também existem os dispensários e algumas lojas chamadas de “boutique cannabis” que já gourmetizaram a erva, cobram um preço elevado e pagam os impostos relativos ao negócio (10% de imposto de venda + 15% imposto da maconha), mas os produtos têm uma qualidade e concentrações garantidas por testes laboratoriais  aprovados. É possível encontrar de tudo, extrações, flores, comestíveis e até produtos com CBD para pets, a experiência de conhecer esses dispensários vale a pena, mas a maioria da galera ainda prefere ter um dealer que não cobre o olho da cara.

Apesar da legalização, ainda existe um mercado informal de pequenos cultivadores, que estão nessa há anos antes da legalização, e agora se vêm ameaçados pelas novas regras, padrões e gigantes entrando na indústria. Também há empresas de turismo canábico que facilitam todo essa viagem.

[contact-form-7 id=”55735″ title=”PromoWeedTour”]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here