Apoiomedicos maconha

A cada mês que passa mais gente cita diversos benefícios da maconha. Agora foi a vez da empresa GW Pharmaceuticals PLC afirmar que seu remédio derivado de maconha feito para combater a epilepsia aguda infantil. Segundo a empresa o Epidiolex, diminuiu em 39% o número de convulsões que as crianças sofreram durante os testes clínicos de fase III. O número se compara a uma redução de 13% no grupo de controle, durante um período de tratamento de 14 semanas.

O resultado abre caminho para a aprovação do primeiro medicamento desse tipo nos Estados Unidos. A cotação das ações da firma britânica chegou a saltar mais de 130% com a notícia.

A GW Pharma afirmou que pretende usar os dados para pedir a aprovação do medicamento à FDA, agência que regula alimentos e remédios nos EUA. A FDA já concedeu certas designações de prioridade ao medicamento para acelerar sua aprovação.

O princípio ativo do Epidiolex é uma substância conhecida como canabidiol, que a farmacêutica extrai de plantas de maconha cultivadas numa fazenda aprovada pelo governo numa localidade não revelada do sul da Inglaterra. Se aprovado, o Epidiolex será o primeiro remédio contendo canabidiol a receber a aprovação da FDA. A agência já aprovou anteriormente duas drogas contendo tetrahidrocanabidinol, ou THC, outro derivado da maconha.

Segundo a empresa o remédio deverá ser o mais efetivo para o primeiro tratamento contra a síndrome de Dravet, uma forma rara de epilepsia aguda infantil. A doença é geralmente diagnosticada no primeiro ano de vida e dificulta o desenvolvimento da maioria das crianças afetadas. Na maior parte dos casos, as convulsões não respondem bem aos remédios existentes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here