Apoiomedicos maconha

Apoie imediatamente o debate no Senado.

Com aprovação do Conselho de Medicina, receita médica, e até mesmo com autorização da Anvisa para a importação, muita gente ficará sem o CBD devido ao alto custo. Por isso é de extrema importância o seu APOIO nesta proposta de debate, para que a União autorize o plantio, a cultura e colheita de maconha para fins medicinais, como determina a atual lei de drogas.

Apesar de ainda existir muita luta em prol da regulamentação total da maconha, o debate acerca da erva para fins medicinais está em uma fase crucial para aqueles que buscam na planta uma chance de cura, auxílio e alívio das condições e dos tratamentos convencionais que nem sempre apresentam o resultado esperado.

Recentemente, o Conselho Federal de Medicina (CFM) informou que aprovará em setembro uma resolução que abrirá caminho para que médicos prescrevam o CBD (Canabidiol),  uma das substâncias derivadas da planta da maconha, para tratamento de seus pacientes.

A aprovação do conselho renova a esperança dos que dependem do CBD, porém o óleo rico em canabidiol só pode ser importado após uma autorização especial da ANVISA, ainda havendo o alto custo.

Quanto custa a cura?

Atualmente sabemos, através das famílias das crianças, que cada ampola tem 10g e que 1g de óleo, rico em CBD, por dia auxilia no tratamento de diversas condições. Mensalmente esse custo chega a mais de 4.800 reais só com o óleo.

Por mais que o Conselho de Medicina aprove, o médico prescreva sem medo e a ANVISA autorize a importação, não há família no Brasil com condições financeiras para custear e manter um tratamento pelo mínimo de tempo possível, ou seja, o tempo que for necessário para o paciente, que pode ser uma vida inteira.

Ingressar na justiça para o custeio do tratamento será mais uma ‘via-crucis‘ para aqueles que não podem esperar, inclusive crianças, e uma das alternativas viáveis para a redução de mais da metade do custo será a União autorizar o cultivo caseiro de maconha para fins medicinais.

Com a devida autorização para o cultivo de maconha para fins medicinais, o óleo pode ser facilmente produzido por cultivadores e até mesmo pelos familiares dos pacientes.

“Maconha é remédio. E agora?”

maconha é remédio e agora
Clique na imagem e APOIE agora!

Ajude a levar o debate sobre a autorização do cultivo de maconha para fins medicinais até a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado (CCJ).

Uma nova proposta de debate para a CCJ convocar mais uma Audiência Pública já está disponível no portal e-cidadania e precisa do seu apoio! Não demore a apoiar, pois vidas dependem, o quanto antes, dessa autorização.

O tema central da atual sugestão de Audiência Pública “Maconha é remédio. E agora?” necessita de 10 mil apoiadores. Com essa nova sugestão, o ativismo levanta o debate sobre o Parágrafo Único do Artigo 2º da Lei 11.343 de 2006 (atual lei de drogas), que permite à União autorizar o plantio, a cultura e a colheita da maconha, exclusivamente para fins medicinais, em local e prazo predeterminados, mediante fiscalização.

Apoie, agora, o debate sobre a autorização do plantio, cultura e colheita da maconha para fins medicinais como determina a atual lei de drogas.

Lembre-se, mesmo que você não seja portador de uma condição grave de saúde, certamente você conhece alguém que precisa dos benefícios medicinais da maconha.

O debate será realizado em apenas uma comissão do Senado, a CCJ – Comissão de Constituição e Justiça, onde está tramitando o PLC 37/2013 que é a revisão da Lei de Drogas. Por isso, o seu APOIO NÃO atrapalhará o andamento de outras propostas.

Leia a sugestão de Audiência Pública e APOIE AGORA
https://www12.senado.gov.br/ecidadania/visualizacaopropostaaudiencia?id=13061

Basta acessar o link e preencher os campos NOME, E-MAIL e CÓDIGO DE VALIDAÇÃO e clicar em EU APOIO. Após isso, CONFIRME clicando no link do e-mail enviado para o endereço preenchido. Pronto seu apoio foi registrado.

//bit.ly/CultMaconhaMedicinal

Foto enviada por um buddie, quer ver a sua publicada na SMKBD?
Bole uma no tema da campanha e envie para a fan page do SmokeBud no facebook

cultive essa ideia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here