Apoiomedicos maconha

A criatividade de determinadas pessoas consegue superar o superado, assim, o CEO e fundador da Leaf, Jonathan Ofir, teve a ideia de uma estufa totalmente incomum. Ela literalmente poderá cultivar sozinha sua maconha explica Jonathan ao jornalista Guilherme Feliti.

Segundo Ofir “a venda desses cartuchos será a base do modelo de negócios da Leaf, ainda, em pré-venda, cada peça custará em torno de U$1,4 mil quando for lançada, o que deve ocorrer em julho de 2016”.

A estufa, pouco menor que uma geladeira, conta com sensores que monitoram a luminosidade, a ventilação, o pH do solo e o nível de nutrientes necessários para o crescimento da planta e caso ocorra algum tipo de desequilíbrio para o desenvolvimento da planta o equipamento corrige automaticamente.

leaf_nutrients

Pensando ainda na mobilidade dos cultivadores a estufa conta com um aplicativo que poderá ser baixado no seu smartphone, e assim, fornecendo relatórios diários sobre o crescimento da planta. Não contentes, a Startup resolveu colocar também uma câmera fotográfica dentro da estufa sendo possível o recebimento de fotos e vídeos pelo aplicativo e acompanhamento em tempo real dos pezinhos.

A previsão é de que cada colheita renderá cerca de 140 gramas de maconha. Isto mesmo, 140g para o “cultivador” ter o trabalho de apenas colocar a semente e claro repor os insumos pro desenvolvimento da planta.

Porém, o que pode ser uma solução para cultivadores que procuram a praticidade, por outro lado, há o monopólio dos cartuchos dos insumos que será produzido e fornecido pela Advanced Nutrientes a Leaf individualmente.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here