Apoiomedicos maconha

O Canadá se tornará, em 2016, o primeiro país do grupo G7 a legalizar a maconha ao adotar uma lei que regulará seu consumo, segundo o primeiro-ministro Justin Trudeau. As informações são da UOL.

Trudeau confirmou em seu discurso geral para 2016, no Parlamento, seu compromisso de cumprir uma promessa de sua recente campanha: legalizar a maconha.

O novo governo liberal, eleito no último 19 de outubro, deseja adotar no ano que vem “medidas legislativas (…) que legalizem e regularizem o consumo de maconha e limitem o acesso a esta substância”, disse o governador-geral, David Johnston, que leu o discurso preparado por Trudeau, sentado ao seu lado na Câmara dos Comuns.

O protocolo britânico estabelece que as sessões parlamentares sejam abertas com a leitura do discurso do Trono por parte do governador-geral, que é o representante da rainha Elizabeth 2ª, que ostenta o título de chefe de Estado do Canadá.

Trudeau, vencedor surpresa das eleições legislativas, havia reconhecido durante sua campanha que ele mesmo havia fumado maconha “cinco ou seis vezes”, uma delas em 2010, quando era deputado liberal no Parlamento.

Outro governo liberal havia tentado descriminalizar, em 2004, o consumo desta substância, mas desistiu diante das pressões, principalmente do vizinho Estados Unidos, que se opunha firmemente.

Contudo, 11 anos mais tarde, quatro Estados dos Estados Unidos legalizaram a maconha, e os defensores canadenses da medida destacaram as receitas significativas que a legalização gerou.

Escreva seu comentário

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here