Depois que o Uruguai legalizou a maconha muitas empresas surgiram e mostraram que podem dar fôlego a diversos segmentos como por exemplo, o turismo. O Portal da Cannabis conseguiu ir até lá e conversar com Dan Novaes, diretor operacional e co-fundador da empresa de turismo canábico, Weed Tour que nos contou porque a empresa hoje é pioneira no turismo cannabico uruguaio.

Dan é formando em Gestão Financeira pela Universidade Potiguar, trabalhou para diversas instituições financeiras no Brasil e no Uruguai se dedica ao turismo cannabico e consultorias financeiras para clubes e hosteis em Montevideo.

Portal da Cannabis: Porque o Weed Tour é um sucesso?
Levantamos alguns dados curiosos, com ano de funcionamento e um investimento inicial de aproximadamente 4000 dólares tornou o Weed Tour uma agência de turismo cannabica com a maior com maior êxito e procura na atualidade, em baixa temporada foram registrados cerca de 20 turistas brasileiros mensalmente realizando algum tipo de experiência cannabica com a plataforma, os serviços variam entre 80 dólares até 500 dólares, isso depende do que o cliente esteja procurando afirma Dan Novaes.

Segundo o Dan, a empresa oferece pacotes para diversos públicos e deverá alcancar uma média de 200 turistas comprando algum tipo de serviço nesse verão. “Nós fornecemos pacotes de todos os tipos, desde um conhecimento cannabico profissional até experiências recreativas”.

No verão passado o Uruguai bateu recorde de turistas e nesse ano estima-se um novo record. Isso faz com que os números de Dan sejam bem sinceros, “hoje a empresa WeedTour está avaliada em mais de 40 mil dólares, o que supera as nossas expectativas quando criamos a empresa. A nossa projeção para 2019 é que alcance um fluxo de caixa de 100 mil dólares.”

Qual o diferencial e o que fez o Weed Tour se tornar pioneiro no turismo cannabico no Uruguai?

Dan: Exclusividade! Planejamos muito bem todos os serviços e valores, no ínicio ficamos um pouco assustados com os valores pois aqui no Montevideo tudo é baseado no dólar, então para pagar nossa equipe, transporte, guias também precisa ser na mesma moeda. Achamos que isso ia pesar muito para turista brasileiro, foi então que focamos em ser um serviço exclusivo e o único que pode ser contratado em qualquer dia da semana, isso fez com que os turistas valorizassem o serviço que ofertamos.

Olhamos no site e não há um tour para grupos ainda, como funciona?

Dan: Então, hoje tentamos realizar o tour com no máximo três pessoas, como disse o serviço é exclusivo, fazemos o máximo para que o turista disfrute da experiência canábica, muitas vezes vamos buscar no aeroporto voltamos fumando uma flor e conversando, tentando entender a necessidade daquele turista. Nós orientamos em todos os aspectos desde uma boa casa de câmbio, até um restaurante legal e fazemos umas paradas legais para tirar fotos, nossos pacotes duram até cinco horas e disponibilizamos água, suco e lanches como alfajores ou frutas.
O diferencial dos pacotes é que não é nada engessado, o turista pode escolher não fumar e se deliciar em um jantar canábico por exemplo ou então relaxar em uma massagem com óleos de maconha.

Hoje muitas empresas apoiam o Weed Tour de alguma forma no Uruguai? Como funciona a concorrência?

Dan: Sim claro, hoje temos parcerias pousadas como o Puerto Maria que fica no bairro nobre de carrasco e hosteis no coração de montevideu, temos também parcerias com Grow Shops como a Hemp Passion e a TuCultivo que nos ajudam em diversos pontos, eu adoro os caras eles são incríveis e trabalham com a mesma humildade e profissionalismo que respiramos aqui no WeedTour. Também fazemos workshops com o WeedCloud que é nosso professor nato de extrações, pioneiro no uruguai no ramo e tem também a Expocannabis que acontece no final do ano e, ainda cuidamos com muito carinho de outras plataformas como pelo Micasa420. Enfim, isso faz não desperdiçarmos tempo pensando na concorrência e sim em fortalecer os laços que já temos e criar novos roteiros canábicos – eu confio cada vez mais no trabalho que estamos fazendo quando um turista termina nosso tour e afirma que vai recomendar aos amigos, e é isso que nos deixa feliz.

Quantas pessoas trabalham no Weed Tour hoje?

Dan: Hoje trabalhamos com uma equipe de 10 pessoas, 4 fazem parte do transporte, temos disponíveis quatro carros, uma van e um ônibus agora para a temporada de verão.

E podemos esperar muita erva boa nesse tour?

Dan:  Risos… sim claro, hoje como todos sabem o turista não pode comprar erva aqui no Uruguai, mas o convite a degustação não é ilegal, no nosso tour fazemos questão de apresentar as melhores espêcies de cannabis para que os nossos turistas possam apreciar o que os uruguaios estão cultivando. Além disso, fumar um no bairro mais nobre e com uma das vistas mais lindas de Montevideo é um prazer inenarrável.

O WeedTour.net também está no instagram @weed.tour  também para quem quiser acompanhar.

 

Escreva seu comentário

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here