Apoiomedicos maconha

O relator da proposta de iniciativa popular SUG8, Senador Cristovam Buarque (PDT-DF) admitiu a possibilidade de separar o debate em duas frentes: o uso recreativo e o medicinal. As informações são da Agência Senado.

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF), relator da sugestão popular sobre a regulamentação da maconha (SUG 8/2014), admitiu nesta segunda-feira (25) a possibilidade de separar o debate em duas frentes: o uso recreativo e o medicinal.

– Nesse aspecto [regulamentação para uso medicinal], eu vou ter pressa, mesmo que o resto demore disse Cristovam, após relatos de pais e mães sobre como o uso de substâncias derivadas da maconha têm ajudado no tratamento de seus filhos.

Pela sugestão em análise na CDH, deverá ser regulado “o cultivo caseiro, o registro de clubes de cultivadores, o licenciamento de estabelecimentos de cultivo e de venda de maconha no atacado e no varejo e a regularização do uso medicinal”.

Cristovam deve apresentar relatório sobre o uso medicinal da maconha nas próximas semanas


O senador Cristovam Buarque disse que vai apresentar nas próximas semanas o relatório sobre a proposta de regulamentação do uso da maconha para fins medicinais. De acordo com o senador, o debate sobre o uso recreativo e industrial da droga será separado e ainda vai continuar no Senado. O senador anunciou a decisão após a terceira audiência sobre o tema, que ouviu estudiosos e pais que relataram como o uso do canabidiol, composto químico derivado da maconha e proibido pela Anvisa, tem ajudado a reduzir o número de convulsões em crianças e jovens com epilepsia. Eles conseguiram importar a substância por meio de liminares na Justiça obtidas pelo Ministério Público Federal.

Foto de Capa: Edilson Rodrigues/Agência Senado

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here