Apoiomedicos maconha

Apoiar a criminalização da maconha é apoiar o tráfico, é dar as costas à possibilidade de um tratamento digno em busca da cura a diversos tipos de patologia. O uso da erva, apesar de milenar, está sendo re-descoberto no Brasil e a tendência de uma continuidade proibitiva passará a encarcerar pacientes em busca de uma medicina alternativa, e não só apenas usuários recreacionais.

A equipe do TV Folha foi até a marcha da maconha em São Paulo e ‘bolou’ uma matéria focada na luta dos pais de crianças e pacientes pelo uso da maconha medicinal no Brasil. Confira a excelente e esclarecedora matéria, as informações são da Folha de S. Paulo.

A Marcha da Maconha, protesto que aconteceu no último sábado (26) em São Paulo, reuniu centenas de pessoas que pedem, também, a legalização da droga para fins medicinais no Brasil.

Utilizados como terapia em países da Europa e nos Estados Unidos, entre outros, os componentes da cannabis no país tem uso proscrito pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e só podem ser importados depois de autorização do órgão.

Katiele e Norberto Fischer começaram a tratar sua filha de 5 anos, Anny –portadora de síndrome rara que causa problemas de desenvolvimento e crises convulsivas– com o Canabidiol (um dos componentes da maconha) de forma ilegal depois de terem visto experiências de sucesso em outros países. Depois de ter a importação barrada, conseguiram na Justiça o direito de trazer o medicamento para a filha.

Como eles, outras pessoas lutam pelo direito de utilizar a cannabis como tratamento médico. Assista à reportagem produzida pelo TV FOLHA:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here