Vocês não sabem, mas eu sou biólogo e a melhor habilidade que aprendi durante o curso foi a de observar o meio, aprender e absorver o que ele estava me “contando”. Tudo isso enquanto era observado, cobrado e julgado… nada diferente do que acontece com todas as pessoas pelo mundo.

Somos observadores de tudo ao nosso redor enquanto vivemos sendo observados pelo mundo. Os criadores e a criação da nossa realidade em constante mudança. Tá ligado naquele símbolo do “olho que tudo vê”?

Aquele que aparece nas notas do dólar americano e tem uma grande carga histórica que vai das antigas civilizações egípcias até atuais estudos sobre sociedades secretas e teorias da conspiração. Mas além de todas as interpretações, estudos e traduções para diversas culturas, uma delas se destaca e infere diretamente na condição em que todos estamos.

nwo-hostile-takeover

O olho é como uma representação de todos nós, uma simbologia para a nossa consciência coletiva, de raiz unitária, que nos conecta de alguma forma nesta realidade. Metaforicamente falando, é como se fosse a totalidade representada por Deus, que a tudo vê e observa.

“Procurei por Deus e só achei a mim mesmo. Procurei a mim mesmo e só achei Deus”
Provérbio Sufi

A fragmentação dessa consciência parece uma viagem pelo mundo do “Eu”, o chamado ego, a que nos ajuda a ver as coisas separadamente, nos limitando a viver e experimentar a si mesmo em partes segregadas que buscam sobreviver neste mundo caótico… Eu costumo fumar um pra poder viajar mais fácil pelos confins do fragmento de consciência que corresponde a minha pessoa e acabo relembrando as diversas situações em que por acaso somos egoístas e nos separamos dos outros.

Certa vez me estava lendo e associando esse tipo de comportamento a uma analogia do “Anti-Deus” ou “Anti-Cristo”, que teoricamente faz exatamente isso, né? Planta vontades e interesses particulares que vão contra a necessidade do todo e por fim acaba buscando ganhar e lucrar, enquanto outros perdem. Viver na ilusão individualizada pelo Eu, nos desliga da realidade (a que viemos do mesmo lugar) e vende a estratégia do “dividir para conquistar”.

voce e o universo

“O que você é basicamente, bem profundamente, é simplesmente a fábrica e estrutura da existência em si”

Alan Watts

“Vivemos em uma ilusão constante que nos impede de atingir o que realmente somos e o que podemos fazer. Somos muito maiores do que nossos pensamentos, sociedade ou condição nos dizem. Existe uma realidade que não é ilusão. Nós somos essa realidade. Quando você entender isso, vai ver que você não é Nada.

E, não sendo nada, você é Tudo.”

Fiquem na paz e um ótimo ano novo!

Escreva seu comentário

1 COMMENT

  1. Muito bacana este artigo. A ganja aqui também ajudou a despertar muitas memórias antigas de infância, e a dissecar todo o processo de formação do ego, esta entidade que acredita poder se separar da vida, se individualizado e vivendo como um minúsculo fragmento, acreditando viver dentro se um corpo que vive dentro de um mundo.

    Um grande abraço,

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here